ApertaMente – Batalha de Gaffiti

ApertaMenteSalvador será cenário de uma batalha diferente, que transformará bairros da cidade em galerias ao céu aberto. Esse é o objetivo da Batalha de Graffiti ApertaMente, projeto promovido pelo Museu de Street Art de Salvador – MUSAS. A Batalha deverá contar com a participação de quinze grafiteiros do cenário da cidade. A inscrição dos interessados em participar será através de Link do Google Forms, que estará disponível nas redes sociais do evento no Instagram (@apertamentegraffiti) e Facebook (@ApertaMenteGraffitiBattle), a partir do dia 15 de fevereiro até o dia 22 de fevereiro.

Cada participante receberá um kit contendo o material necessário para realização das provas. A primeira etapa das provas ocorrerá no dia 13 de março e terá transmissão pelas redes sociais. Nessa primeira etapa os competidores irão desempenhar três tarefas: A produção de Tag (assinatura de identidade do grafiteiro), em seguida será o Bomb (marca grande, que mostra a habilidade do artista com o manuseio do Spray) e por fim, o esboço do mural que será realizado na segunda etapa da Batalha.


A segunda etapa da Batalha ocorrerá no dia 20 de março e constará na pintura de um mural por parte dos competidores. Os murais pintados ficarão localizados em cinco territórios da cidade de Salvador: Península de Itapagipe; Subúrbio Rodoviário; Centro Antigo de Salvador; Cajazeiras e Cabula.

Um júri composto por cinco artistas convidados da cena de Graffiti fará a avaliação do desempenho de cada participante nas duas etapas da Batalha e o resultado deverá ser divulgado no dia 03 de abril.

O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Sobre o MUSAS – O Museu de Street Art de Salvador – MUSAS surgiu através da parceria de três artistas atuantes no cenário de cultura de rua e hip hop em Salvador: Julio Costa, Bigod o Sapo e Marcos Prisk. O Coletivo, reconhecido por realizar ações de caráter sócio-educativas e de requalificação estética como instrumento para transformação da sociedade e reversão dos índices de vulnerabilidade, é um dos mais antigos e atuantes nessa área em todo o Estado da Bahia.

Com o Projeto ApertaMente, o Coletivo pretende incentivar a integração entre os artistas e crews de Salvador, recuperando o objetivo político e social da arte do Hip Hop no qual as batalhas estão inseridas e se constituem como espaços de alternativa para a politização da vida e criação de identidade, ao passo que atuam no combate ao preconceito, à cultura da violência e estigma social.

Tagged under:

Leave a Reply

Your email address will not be published.