Rodas, dança, diálogos e encontros marcam o Agosto da Capoeira

Agosto da CapoeiraCapoeiristas de diversos países reúnem-se em Salvador entre os dias 07 e 30 de agosto de 2014 para o Agosto da Capoeira. A programação inclui oficinas de capoeira, dança, música e confecção de instrumentos, mesas-redondas, palestras, lançamentos, apresentações musicais, mostra de filmes, e claro, rodas de capoeira. O evento, realizado pelo Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI) da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) e pelo Projeto Mandinga – Associação Integrada de Educação, Arte, Esporte e Cultura – será no Forte da Capoeira, no Santo Antônio Além do Carmo. A entrada é gratuita.

Discutir e fortalecer a capoeira na Bahia é um dos objetivos do encontro, que integra as celebrações promovidas pela SecultBA para o mês das culturas populares, além de fortalecer o calendário de eventos que acontecem a partir do Dia do Capoeirista, comemorado no último dia 03. “Cada grupo de capoeira exerce um papel valioso, que mostra que o conteúdo da capoeira não se restringe apenas à roda. O papel de todos os mestres é fundamental para fortalecer o trabalho e transmitir aos mais novos que a capoeira é também um veículo de disseminação de cultura”, declara Arany Santana, diretora do CCPI, unidade da SecultBA responsável pela gestão do Forte da Capoeira.

Cerca de 40 mestres estão diretamente envolvidos com as atividades do Agosto da Capoeira. Estima-se que em média 5 mil pessoas de diversos estados e de pelo menos dez países participem do evento. Muitos mestres baianos que atuam no exterior também colaboram com o encontro, que tem como objetivo o fortalecimento da capoeira na Bahia como um movimento unificado. O projeto começa na próxima quinta-feira (07), com a II Rede Capoeira, que tem à frente o Mestre Sabiá, um dos idealizadores do Agosto da Capoeira.

“Queremos também que pessoas que não praticam a capoeira venham conhecer e despertar o interesse por nossa cultura. Tudo isso em prol do fortalecimento da capoeira na Bahia e da relação dos mestres com a nova guarda. Esse evento volta à raiz da capoeira, que se baseia na cooperação, independente do segmento”, explica o Mestre Sabiá, destacando que o projeto Agosto da Capoeira reúne representantes dos segmentos conhecidos como capoeira de Angola, Regional e Contemporânea, além de pesquisadores para fomentar debates sobre a história e o cenário atual da capoeira.

O evento vai acontecer durante todos os finais de semana do mês, sendo dividido em quatro grandes momentos comandados, consecutivamente, por Mestre Sabiá, Mestre Tonho Matéria, Mestre Nenel e Mestre Lua Rasta (ver programação). Além da II Rede Capoeira, que acontece entre os dias 07 e 09, são os principais destaques da programação o XIII Encontro Cultural e Intercâmbio Internacional de Capoeira Mangangá, do Mestre Tonho Matéria, que tem sua programação no Forte da Capoeira entre os dias 15 a 17; a Festa da Camaradagem, da Escola de Capoeira Filhos de Bimba, liderada por Mestre Nenel, nos dias 22 e 23; e o Mercador de Instrumentos e Tributo aos Mestres do Recôncavo, promovidos por Mestre Lua Rasta, respectivamente nos dias 29 e 30 de agosto de 2014. Nos dias de intervalo entre cada grande evento serão promovidas outras diversas atividades culturais ligadas ao tema.

A solenidade de abertura do Agosto da Capoeira será na quinta-feira, 07 de agosto, às 19h, no Forte da Capoeira. Os principais mestres envolvidos no projeto estarão presentes na ocasião, promovendo uma Roda especial. Outras informações e notícias do Agosto da Capoeira estarão disponíveis nos sites www.agostodacapoeira.com.br e www.cultura.ba.gov.br..

Tagged under:

Leave a Reply

Your email address will not be published.