Projeto Encruzilhada de Direitos

Campanha pelo fim da violência contra as mulheres negras na Bahia

As estatísticas locais e nacionais, apresentadas por pesquisas, divulgadas nos últimos meses, a exemplo, Mapa da Violência 2011 realizado pelo Instituto Sangari, a pesquisa sobre a Violação das Mulheres no Brasil, produzida pela Fundação Perseu Abramo, e a pesquisa nacional da Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM/PR), que tratam sobre violência evidenciam que, nós mulheres, vivemos dias de dor, perda e confronto cotidiano com a violência doméstica e com as forças de segurança do Estado. Nesse cenário a Bahia desponta em 3º lugar, no âmbito nacional, em número de chamadas ao Serviço 180, para casos de denúncias de violência contras mulheres. Para reverter essa realidade, o Ceafro, um programa de extensão do Centro de Estudo Afro-Orientais (CEAO) da Universidade Federal da Bahia (UFBa) lança em Salvador, no próximo dia 23 de março, às 9 horas, em sua sede no Largo Dois de Julho, uma campanha pública contra a violência às mulheres negras baianas.


A campanha faz parte do projeto Encruzilhada de Direitos – Raça, Gênero e enfrentamento à Violência Contra as Mulheres Negras na Bahia, coordenado pela socióloga Vilma Reis e desenvolvido há 26 meses em 15 territórios baianos, com o apoio da SPM/PR e da Superintendência de Políticas para as Mulheres da Secretaria Estadual de Promoção da Igualdade (Sepromi).  No mesmo dia, mulheres desses territórios também estarão lançando a campanha em suas cidades, comunidades e organizações, mobilizando mulheres quilombolas, agricultoras, sindicalistas, universitárias etc. Nessa primeira etapa da campanha, foram produzidos spots de Rádio e TV, que contaram com o apoio da cantora Márcia Short (voz e imagem) e do percussionista Sérgio Othanazetra (trilha sonora); cartazes, marcadores de livros e sacolas e criação de um blog. Na segunda fase, serão produzidos outdoors, busdoors, Adesivos de carro, praguinhas e publicação do Dossiê da Violência Contra as Mulheres na Bahia, uma pesquisa desenvolvida de janeiro de 2009 a março de 2010, nos jornais A Tarde, Correio da Bahia e Tribuna da Bahia.

Participam do lançamento da campanha representantes de organizações de mulheres de Salvador, RMS e outros Territórios de Identidade, de órgãos públicos que, a partir da ação da Superintendente de Políticas para Mulheres, Valdecir Nascimento, da Sepromi, foi criada a Rede de Atenção para Mulheres em Situação de Violência, que já atua em 22 dos 26 Territórios de Identidade da Bahia; formada por diversas instituições a exemplo do Ministério Público, Defensoria Pública, Varas Especializada nos casos de Violência contra a Mulher, Delegacias de Atendimento a Mulheres, Casas Abrigo, Centros de Referência, Redes Municipais de Serviços e os conselhos municipais de direitos.

Ceres Santos – Coord. Executiva do Ceafro

Vilma Reis – Coord. do Projeto Encruzilhada de Direitos

CEAFRO: Educação para a Igualdade Racial e de Gênero

Praça Inocêncio Galvão, 42, Largo Dois de Julho- Salvador/Bahia- CEP 40060-180 Telefax: 3322-2517 / Tel.: (71) 32835520 E-mail: ceafro.ufba@gmail.com site: www.ceafro.ufba.br

Tagged under:

1 Comment

  • ione santana de oliveira Responder

    Cada um com seu estilo mais todos pelo o mesmo objetivo ,que bom esta casa continua dando visibilidade aos mais excluídos e excluidas .

    Para-bens e Para-bens…

    Ione santana

    Secretaria geral da Fenatrd e
    Secretaria de Política e Promoção da Igualdade Racial Contracs /CUT

Leave a Reply

Your email address will not be published.