Juventudes de 50 países se reunirão em Porto Alegre

A cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, Brasil, será, entre os dias 17 e 20 de março, sede do evento internacional o “Conselho Geral das Juventudes”. Jovens de várias partes do mundo se encontrarão na capital gaúcha para participar do evento da Federação Mundial de Juventudes Democráticas (FMJD).

De acordo com Renan Alencar, da organização do encontro, o Conselho deverá reunir cerca de 100 jovens de 60 organizações de juventude da FMJD. A ideia é aproveitar o espaço para trocar experiências e apresentar as principais preocupações das diversas juventudes do mundo.


Durante os quatro dias, jovens de 50 países terão a oportunidade de discutir sobre políticas públicas para a juventude e debater sobre a participação dos jovens nas mobilizações. Educação, emprego, esporte, cultura, saúde, transformações sociais, soberania nacional e luta pela paz também serão outras temáticas abordadas no encontro

Além disso, será o momento em que a Federação irá elaborar o calendário de atividades e pautas para o ano de 2011 e início de 2012 e realizar uma reunião do Foro da Juventude de São Paulo, entidade que reúne partidos democráticos da região latino-americana. Segundo Alencar, os participantes ainda aproveitarão a encontro para discutir o local e a data da Assembleia Geral da Federação, que deverá acontecer no segundo semestre deste ano e reunir entidades de 100 países.

O integrante da equipe de organização explica que o objetivo principal do evento é promover a interação das juventudes. “O primeiro dia será para apresentar a realidade do Brasil e da América Latina; os outros dias serão para intercâmbio entre as juventudes”, comenta.

De acordo com ele, na ocasião, os participantes discutirão sobre temas atuais que afetam as juventudes, como a crise, as revoltas no norte da África e as ameaças de guerras e de intervenções militares estrangeiras. “Discutiremos as revoltas na África e o papel que se têm jogado à juventude”, exemplifica, destacando também as consequências da crise para os jovens. “Em uma situação de crise, os jovens são os primeiros a ser afetados e os últimos a tirar proveito [em um momento] de crescimento”, observa.

O encontro se encerrará no dia 20 de março, com a divulgação de documento sobre o “espírito do evento” e moções de solidariedade às nações que passam por momentos específicos, como os universitários de Porto Rico e da Inglaterra que protestam contra o aumento na taxa de matrícula das Universidades, e a população do Japão afetada por um terremoto de magnitude 8,9 que atingiu o país na madrugada de hoje (9).

Informações sobre a Federação Mundial de Juventudes Democráticas podem ser obtidas, em inglês, no site: http://www.wfdy.org/

Com informações de Sul21

Fonte: Adital

Tagged under:

Leave a Reply

Your email address will not be published.