ONU lança Ano Internacional para Afro-Descendentes


As Nações Unidas lançaram, nesta sexta-feira em Nova York, o Ano Internacional para Descendentes de Africanos.

Erradicar a discriminação
Num discurso, o Secretário-Geral, Ban Ki-moon explicou o objetivo do evento, que será marcado em 2011.

Diversidade
Segundo ele, o Ano Internacional tentará fortalecer o compromisso político de erradicar a discriminação a descendentes de africanos. A iniciativa também quer promover o respeito à diversidade e herança culturais.

Numa entrevista à Rádio ONU, de Cabo Verde, antes do lançamento, o historiador guineense Leopoldo Amado, falou sobre a importância de se conhecer as origens africanas ao comentar o trabalho feito com quilombolas no Brasil.


Dimensão
“Esses novos quilombolas têm efetivamente o objetivo primordial de fortalecer linhas de contato. No fundo restituir-se. Restituir linhas de contatos, restituir aquilo que foi de alguma forma quebrada, aquilo que foi de alguma forma confiscada dos africanos, que é a possibilidade de reestabelecer a ligação natural entre aqueles que residem em África, que continuam a residir em África e a dimensão diaspórica deste mesmo resgate. A dimensão diaspórica da África é efetivamente larga e grande”, disse.

Ban lembrou que pessoas de origem africana estão entre as que mais sofrem com o racismo, além de ter negados seus direitos básicos à saúde de qualidade e educação.

Declaração de Durban
A comunidade internacional já afirmou que o tráfico transatlântico de escravos foi uma tragédia apavorante não apenas por causa das barbáries cometidas, mas pelo desrespeito à humanidade.

O Secretário-Geral finalizou a mensagem sobre o Ano Internacional para os Descendentes de Africanos, lembrando a Declaração de Durban e o Programa de Ação que pede a governos para assegurar a integração total de afro-descedentes em todos os aspectos da sociedade.

Leia materia completa: ONU lança Ano Internacional para Afro-Descendentes – Portal Geledés

Tagged under:

3 Comments

  • Pingback:Tweets that mention ONU lança Ano Internacional para Afro-Descendentes « Evolução Hip Hop -- Topsy.com

  • Sergio Rlcardo Dos Santos Responder

    Acho de estrema lmportãncia, visões como essas, pena que demorou muito êsse reconhecimento, más antes tarde, do que numca. Obrigado pelo reconhecimento e sempre esperamos em nossas lutas, seja no Brasil ou no Mundo o reconhecimento e me parece que agora um Orgão à nlvel Mundial venha dar êsse apoio

  • Marcos Paulo Pereira Responder

    A “INTEGRAÇÃO CULTURAL PROTEA”, entidade com sede na cidade de São João da Boa Vista-SP, vê com bons olhos ações feito esta. A relação do povo negro com a república, não tem sido menos horrenda do que a relação com o Brasil império, nesta relação a criação de símbolos e, ações afirmativas não tem sido nada simples, portanto particularmente não vejo esta ação como um favor e, sim como uma chamada de atenção para as nossas elites racista em conjunto ao estado omisso, mas que atualmente pontua necessárias alterações positivas. Marcos Paulo Pereira.

Leave a Reply

Your email address will not be published.