Bahia cria comissão estadual para povos e comunidades tradicionais

Foto divulgação

A criação da Comissão Estadual para a Sustentabilidade dos Povos e Comunidades Tradicionais, por meio da assinatura de um decreto, pelo governador Jaques Wagner, nesta sexta-feira (22), durante a abertura dos Encontros com as Culturas Populares e Identitárias do estado da Bahia, vai inaugurar um canal de comunicação entre esta parcela da população e o Estado, garantindo o seu desenvolvimento sustentável. A assinatura está marcada para as 20h, na Praça das Artes, Centro Histórico, Pelourinho, em Salvador, e o evento prossegue até o dia 30 deste mês, promovido pela Secretaria Estadual de Cultura (Secult) em parceria com o Ministério da Cultura. Na cerimônia está prevista a presença do ministro da Cultura, Juca Ferreira.

A criação da comissão estadual tem a finalidade de coordenar a elaboração e implementação da Política e do Plano Estadual de Sustentabilidade dos Povos e Comunidades Tradicionais da Bahia. A comissão será paritária, composta por 15 representantes da sociedade civil e 15 representantes do poder público.


A Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (Sedes)
é uma das parceiras e viabilizou a presença de diversos grupos e expressões culturais dos povos e comunidades tradicionais de vários territórios do estado, com o objetivo de valorizar as suas referências culturais, seus mantenedores, respeitando os participantes como intérpretes de sua identidade cultural, dando-lhes visibilidade e promovendo a continuidade dos seus modos, costumes e fazeres culturais.

Encontros com as culturas populares e identitárias

A partir desta sexta-feira, durante todo o dia, até o dia 30 de outubro, a população baiana, especialmente a da capital, poderá acompanhar muitos espetáculos, cheganças, torés, exposições, culinária típica, reisados, sambas de roda, marujadas, banda de pífanos, artesanato, entre outras intervenções culturais. As ruas do Centro Histórico do Pelourinho irão pulsar com os cortejos, por exemplo, que reunirão diversas identidades culturais baiana. A Sedes realizará no domingo, dia 24 de outubro, uma Roda de Prosa com o tema “Povos e Comunidades Tradicionais”, das 14 às 16h, na Casa da Diversidade.

O Programa de Desenvolvimento Social Sustentável de Povos e Comunidades Tradicionais da Sedes foi um dos articuladores na construção deste processo através da realização de atividades como os seminários de cidadania, ciclos de debates, oficinas e reuniões de mobilização e capacitação.

Fonte: SEDES – WWW.sedes.ba.gov.br

Tagged under:

1 Comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.